“Toda cura é liberação do passado” – UCEM

0 Flares 0 Flares ×
“Toda cura é liberação do passado” – Um Curso em Milagres -

Presente brilhante

Cap. 13 VIII-1 ‘Da percepção ao conhecimento’ -
E, Ele segue dizendo: “É por isso que o Espírito Santo é o único Que cura. Ele ensina que o passado não existe, um fato que pertence à esfera do conhecimento e, portanto, ninguém no mundo pode conhecer. De fato, seria impossível estar no mundo com esse conhecimento. Pois a mente que conhece isso, inequivocadamente também tem o conhecimento de que habita na eternidade e não usa qualquer percepção. Portanto, ela não leva em consideração onde está, porque o conceito “onde” nada significa para ela. Tem o conhecimento de que está em toda parte, assim como de que tudo possui e para sempre.”
Com esta introdução, venho convidá-los a ‘participar’, em espírito, da grande transformação que está dando-se neste exato momento, através da liberação das travas e das programações do ego, que nos mantiveram por tanto ‘tempo’ sonhando este mundo, o qual nós mesmos criamos, com o intuito de separar-nos da Luz e Paz verdadeiras, que são nossas heranças divinas!
Neste site tenho postado informações (UCEM, EFT ou Tapping, Reprogramação mental, e outras)  que nos ajudam, praticando-as, a liberar-nos destas ‘programações’, que nos mantêm presos a um ‘esquema’ feito para escravizar a mente, a nível do subconsciente, fazendo com que atuemos ‘roboticamente’, sem fazermos questionamentos que levariam à nossa libertação.
Nas perguntas está a resposta, por isso os grandes mestres sempre perguntam: “Por quê?” “Para quê?”
E nos conduzem a perguntarmos antes de agir: “E se eu fosse mais amoroso?”  “E se a vida me mostrasse caminhos floridos e campos verdejantes?” “O que posso fazer para que coisas boas aconteçam?” “A quem posso ajudar, e como?”
Com as perguntas certas, as respostas certas virão, e podemos seguir para planos mais iluminados de consciência, onde reinam o Amor e a Paz Verdadeiros.
O Dr. Deepak Chopra, em 1993, ofereceu uma palestra com o título: “Quem é você?” Uma pergunta muito profunda, que nos faz meditar sobre a característica infinita da vida humana. Ele diz: “A ideia comum de quem nós somos vem da superstição do materialismo. Nós normalmente pensamos em nós como um corpo físico, que aprendeu como pensar e com uma espécie de ego encapsulado na pele, que está confinado num saco de carne e osso e que passa o tempo de uma vida espremido no volume de um corpo. Esta ideia de quem nós somos vem até nós, porque interpretamos a realidade através dos nossos sentidos. Nós pensamos que nossos sentidos nos dão uma imagem precisa do mundo. Nós temos esta ideia de que a experiência sensorial é o teste crucial da realidade, que somente se eu puder tocar alguma coisa é que ela realmente existe, caso contrário isto está apenas “na minha imaginação”. Mesmo do ponto de vista do “senso comum”, nós sabemos que isto não é verdade. Meus sentidos me dizem que a terra é plana e ninguém acredita mais nisso. Meus sentidos me dizem que o chão no qual eu estou de pé está parado, mas eu sei que ele está se movendo através do espaço em uma velocidade estonteante… Os estímulos que as pessoas realmente recebem é governado pelo conceito daquilo que você pensa que existe “lá fora”. Se você não tem o conceito, você não vai perceber. Com efeito, isto não existe para você. O que nós chamamos realidade é realmente o resultado de uma coleção de nossas experiências subjetivas…De fato, o corpo humano (como também tudo na criação) é um rio de inteligência, energia e informação e que está constantemente se renovando durante cada segundo desta existência…Neste momento, no seu corpo físico, você tem mais de um milhão de átomos que já estiveram no corpo de Cristo, Maomé, e todo mundo que alguma vez existiu. Parte do material cru deles está no seu corpo. Apenas nas últimas três semanas um quatrilhão de átomos entraram no seu corpo, depois de ter passado através dos corpos de cada espécie viva no planeta. De acordo com os estudos radioativos isótopos, você regenera quase todo o seu corpo em um ano. Noventa e oito por cento de todos os átomos do seu corpo são substituídos em menos de um ano… É a Consciência quem produz a matéria… Se você for à um físico e perguntar: ” Qual é a verdadeira natureza da realidade física? O físico pode te dizer que a verdadeira natureza da realidade física é que ela é não física. Se você olhar para qualquer coisa “material” você verá que ela é feita de átomos, que são feitos de partículas movendo-se à uma alta velocidade em torno de enormes espaços vazios- estas partículas não são objetos materiais de modo algum. São flutuações de energia e informação que ocupam um enorme vazio de informação e energia. Visto através dos olhos de um físico e não através do artefato da experiência sensorial humana, o corpo humano (ou qualquer outra coisa física) é proporcionalmente tão vazio quanto o espaço intergaláctico… A coisa toda é feita através do nada. O material essencial do universo é aquele que não é material de forma alguma. A “coisa” essencial do Universo é “não-coisa”…
A beleza no presente!

A beleza no presente!

…Na literatura Védica, os Rishis disseram: ” Quando eu descobri quem eu realmente era, descobri que eu não estou na mente, mas a mente sou eu; eu não estou no corpo, mas o corpo sou eu; eu não estou no mundo, mas o mundo sou eu; curvado de volta dentro de mim eu crio de novo e de novo; em essência, eu sou Aquilo que cria tudo Daquilo- eu sou Aquilo, você é Aquilo, tudo isto é Aquilo e isto é tudo que há; se você descobrir Aquilo, então você tem tudo.” …Se nós lermos a antiga literatura Védica da Índia, em um lugar o Sr. Shiva diz: “Veja o mundo como se fosse pela primeira vez; veja através dos olhos de uma criança e subitamente descubra que você está livre”. Escravidão não é outra coisa, senão ver o mundo através da camuflagem de ideias pré-concebidas, noções, expectativas, interpretações, rótulos, descrições, definições, avaliações, análises e finalmente com julgamento. Se você pudesse ver o mundo sem julgamento, você o veria como uma criança – fresco, com infinitas possibilidades, todas contidas num Eterno contínuo. O que você precisa para ser livre não é o desconhecido – o que você precisa para ser livre é o conhecido. Liberdade do conhecido é o que nós precisamos. Nós precisamos pular no desconhecido a cada segundo das nossas vidas, porque o conhecido não é outra coisa do que padrões rígidos de condicionamento do passado. O conhecido está dentro da consciência temporal. A consciência temporal é a consciência da auto-imagem…Através da nossa própria interpretação nós abandonamos o Ser (Self) pela auto-imagem. A auto-imagem não é nada mais do que uma máscara social, o verniz de proteção e a máscara através da qual nós nos escondemos. A auto-imagem tem somente um objetivo: ela quer se reforçar a si mesma o tempo todo. A auto-imagem tem uma consciência temporal, aonde cada ação comportamental é provocada por antecipação de uma resposta ou em perseguição de uma memória.
Vá além da consciência temporal e você vai encontrar o Ser (Self). O Ser é consciência sem tempo, porque está além do corredor do tempo-espaço, energia e matéria. O Ser tem uma consciência sem tempo, na qual a vida é supremamente concentrada no presente. Na literatura Védica, os Rishis dizem: “Eu não me preocupo com o passado, eu não estou sobrecarregado pelas culpas e memórias do passado, eu não antecipo o futuro ou tenho medo dele, porque a minha vida está supremamente concentrada no Presente – a resposta certa para cada situação acontece para mim como ela ocorre – porque construído dentro de meu Ser está um processo, que é ainda mais preciso do que pode ser encontrado dentro das limitações do pensamento racional – não existe destino pior do que ser pego em mecanismos de racionalidade”. Quando uma pessoa escapa dos mecanismos da racionalidade, então uma pessoa escapa da prisão do condicionamento tempo-espaço e causa. Você deve ir além do intelecto.”
E, Deepak Chopra termina sua palestra com este resumo: “Eu sou o Espírito Ilimitado que está presente em cada pedacinho da manifestação. Eu apenas escolhi estar aqui por esse tempo – um acontecimento de tempo-espaço do contínuo da Eternidade. Ter a restauração desta memória, no nível da experiência, é ser livre e inteiro. Você pode realizar qualquer coisa e tudo, como a natureza faz, sem esforço, apenas sendo – o mundo vai se oferecer para você – não há escolha.”
Então, sendo a liberação do passado responsável por toda a cura no presente, só nos resta vivenciarmos esta Realidade do Presente, do Aqui e Agora. Respire fundo e caminhe na trilha que o levará à total felicidade. Para dentro é que se anda!
Dedo de Deus

Dedo de Deus

Paz e bençãos,

Lily Dirus

P.S.: 1. Veja também o site da minha amiga-irmã Sonia Vatan, onde você também poderá encontrar mais informações valiosas sobre o Um Curso em Milagres.

2. Se estiver interessado em ouvir um grande autor, Gary Renard (O Desaparecimento do Universo e Sua Realidade Imortal), sobre o UCEM, clique aqui EuSouAgora.com e peça seus vídeos legendados, que serão enviados por correio imediatamente.

 

 

Você gostaria de praticar Yoga no conforto do seu lar? Assista GRATUITAMENTE uma aula Curso Online YOGA PRA VOCÊ da consagrada Miryam Both e aproveite o desconto de 50%!

Tenha mais saúde e flexibilidade
Você assite as aulas nos horários e locais que desejar!
Plataforma moderna contendo as vídeo aulas.
ASSISTIR E CONHECER O CURSO!
 
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

Comments

  1. By Dirus

  2. By Grafiadavida (Gustavo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×